O Índice Ibovespa

0
133

O índice Ibovespa | Mercado de Ações

O que é e para que serve o Ibovespa?

Por Aderson Gegler em 31 de Março de 2016.

A bolsa de valores brasileira funciona em São Paulo e é chamada de Bovespa. Lá são negociadas as ações de empresas de capital aberto do Brasil, além de outros títulos como recibos de empresas estrangeiras, contratos futuros de mercadorias, opções, índices, etc.

Dentro desses últimos, encontra-se o famoso IBOVESPA, o Índice Bovespa. Ele é resultado de uma carteira teórica de ações negociadas na Bovespa e é o principal índice de ações brasileiro.

A composição dessa carteira teórica segue uma série de critérios de elegibilidade e de exclusão que os ativos precisam respeitar para poderem participar da carteira. O índice é composto pelas ações que tiveram maior volume de negociação nos últimos meses e é rebalanceado a cada quatro meses. A pontuação Ibovespa representa o valor, em moeda corrente, de uma carteira teórica constituída em 2 de janeiro de 1968, a partir de um valor base 100, tendo sido realizadas todas as modificações desde então. O ibovespa perdeu muitos zeros, à medida que a inflação foi galopando e as moedas e planos econômicos foram mudando. Hoje o número total de ações tem girado em torno de 60 a 70 ativos, que representam 80% do volume negociado em toda a bolsa de valores nos 12 meses anteriores à formação da atual carteira. O Ibovespa é calculado em tempo real sempre que a bolsa encontra-se aberta e é divulgado pela BMF BOVESPA.

A função do Ibovespa é ser um indicador de desempenho médio, ponderado pelo volume, das cotações das ações mais negociadas e mais representativas do mercado acionário brasileiro. É uma maneira importante de representar o mercado de ações brasileiro e dessa forma é possível entender o que está acontecendo com o mercado brasileiro de forma geral. O índice também serve como benchmark para comparações de desempenho com outros produtos como fundos, por exemplo. Com isso podemos avaliar a capacidade de outras carteiras (gestores), que usam algum tipo de estratégia ou inteligência, em ter desempenho acima de uma carteira que possui como único critério, em última análise, a liquidez das ações, sem nenhum juízo de qualidade das empresas que o compõem.

A composição atual da carteira do Ibovespa pode ser vista aqui.

Existem ainda diversos outros índices na bolsa brasileira. Alguns exemplos são: IGCT (Índice Governança Corporativa Trade), IBrX (Índice Brasil 50), IDIV (Índice Dividendos), ICON (Índice Consumo), e por aí vai.

Quer começar a Investir em Ações?

Entre em contato com a gente, sem compromisso, adoramos uma boa conversa.

Deixe seu comentário aqui embaixo, um grande abraço,

Aderson Gegler, PhD

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, insira o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui